LITERATURA PARA A INFÂNCIA. DINÂMICAS PARA CONTAR, CRIAR CONTOS E MEDIAR GRUPOS (ENTRE OS 3 E OS 6 ANOS) – Pombal

OFICINA (3h):  LITERATURA PARA A INFÂNCIA. DINÂMICAS PARA CONTAR, CRIAR CONTOS E MEDIAR GRUPOS (ENTRE OS 3 E OS 6 ANOS)*
Dia 22  SET (10h às 13h) – POMBAL –  BIBLIOTECA MUNICIPAL DE POMBAL
Oficina inserida no

Seminário da Rede de Bibliotecas de Pombal | BIBLIOTECAS: memória, identidade e património – Este Seminário subordinado ao tema “Bibliotecas: memória, identidade e património”, visa a partilha de boas práticas e projetos nacionais, suscitando o debate sobre os principais desafios que se apresentam às bibliotecas no século XXI.

*Sinopse: Através desta oficina, prática e experiencial, pretende-se potenciar os níveis de compreensão e interpretação do âmago do livro explorando metodologias práticas de organização de uma sessão e de esquema narrativo. Promove-se igualmente a experiência de diferentes metodologias de leitura e de narração oral.
Inscrições AQUI


POTENCIAL DO LIVRO E LITERATURA PARA A INFÂNCIA EM BERÇÁRIO, CRECHE E PRÉ-ESCOLAR – SELEÇÃO, DINÂMICAS DE EXPLORAÇÃO E MEDIAÇÃO (25h)

Category : Formação

Curso pertinente pelo seu carácter prático e experiencial que reforça a sensibilização acerca da pertinência da seleção especifica e cuidadosa do livro para a infância bem como da funcionalidade das diferentes componentes do livro infantil.

Nos diferentes módulos acolhe-se o desenvolvimento da infância, com todas as suas problemáticas e conquistas, reflexões e reestruturações. Os livros são abordados como mediadores através dos quais se exploram dinâmicas e formas de acompanhar estas etapas da vida. Nesta ação abordam-se dinâmicas diversas de como contar para bebés e crianças, como explorar os conteúdos que se atravessam nas ilustrações, nas guardas e textos dos livros. Pretende-se potenciar os níveis de compreensão e interpretação do âmago do livro explorando metodologias práticas de organização de uma sessão e de esquema narrativo apresentando-se diferentes exemplos de intervenção com metodologias ajustadas aos princípios orientadores de uma relação individualizada contribuindo para o desenvolvimento global da criança.

É objetivo desta ação abraçar uma metodologia teórico prática, numa vertente oficina, em que o adulto tem possibilidade de experimentação real, de construção de dinâmicas e cenários de intervenção.

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES : APEI 


Atelier com bebés na Biblioteca de Ferreira de Castro (Sábado, 15 set 2018)

Category : Ateliers

 

15 SET (11h00) – BIBLIOTECA MUNICIPAL FERREIRA DE CASTRO
Atelier “A dois é melhor” – A coleção de folhas
Inserido no programa Bebéteca-Bê de Bebé da biblioteca municipal 

Rua General Humberto Delgado
Oliveira de Azeméis
3720-254
biblioteca@cm-oaz.pt | 256 60 71 77
É necessário efetuar inscrição prévia, a entrada é livre e gratuita.


Devaneios Poéticos de um Bebé

Category : Uncategorized

Hoje no Colégio Penas Real, em Alcochete!

Espreitem a agenda e apareçam…


Projeto “A dois é melhor!” na Biblioteca de Santo André – Santiago do Cacém

Category : Uncategorized

 

Dia 10 de Fevereiro o projeto “A dois é melhor” esteve na Biblioteca de Santo André.

Momento muito tranquilo. “A dois é melhor” tem histórias cheias de encontros com a infância, pela clareza das palavras e das imagens. Conteúdos simbólicos que espelham as emoções nas relações entre pares e a possibilidade de resolver cada desafio… desses que dão corpo ao crescer.


Atelier com livros&bebés – Biblioteca Municipal Manuel José “do Tojal” – Santiago do Cacém

Category : Ateliers

10 Fevereiro  – Biblioteca Municipal Manuel José “do Tojal” –  Santiago do Cacém
Telefone:
 269 750 040
Às 16h30 em Vila Nova de santo André
Atelier com bebés até 36 meses


ÉDIPO EM ALEXANDRIA 7 Dezembro – Conversas na Biblioteca da Sociedade Portuguesa de Psicanálise

7 de dezembro, 5ª feira, 21 horas
Obra: The uses of Enchantment 
(Psicanálise dos Contos de Fadas)
Bruno Bettelheim (1976)

Convidados:
Ana Mourato- psicóloga, investigadora, contadora de histórias.
Maria Teresa Sá- psicanalista, professora na Escola Superior de Educação
Coordenação: João Mendes Ferreira, SPP.

O fascínio infantil pelos contos de fadas tem sido objecto de vários estudos, principalmente literários. O seu simbolismo e a relação que mantêm com o inconsciente tornou-se entretanto um campo fértil para explorações psicanalíticas.
Freud foi o primeiro a descobrir a sua natureza simbólica, assinalando que, tal como mitos e lendas, os contos mergulham nas partes mais primitivas do psiquismo individual e colectivo. Mas seria Bruno Bettelheim em “The Uses of Enchantment” (1976) quem viria a popularizar e a aprofundar esta complexa e fascinante abordagem do universo mágico.

“Todo o conto de fadas é um espelho mágico que reflecte certos aspectos do nosso mundo interior e os passos exigidos para que transitemos da imaturidade para a maturidade. Para aqueles que mergulham no que o conto de fadas tem para comunicar, ele apresenta-se como um lago pacífico que parece refletir antes do mais a nossa imagem ; mas, por detrás dessa imagem, logo descobrimos a turbulência interior do nosso espirito, a sua profundidade e as formas que encontramos para nos colocarmos em paz com ele e com o mundo exterior (…) “.

Escrito, segundo o autor, para “ajudar os adultos e muito em particular os que se ocupam de crianças, a compreender a importância dos contos de fadas”, Bettelheim analisa nesta obra o conteúdo profundo das histórias infantis, mostrando como respondem às ansiedades das crianças, informando-as ao mesmo tempo sobre os esforços a serem feitos para chegar à maturidade.

Trazer “Psicanálise dos contos de Fadas” para “Édipo em Alexandria” é prestar uma homenagem ao seu autor e pensar a atualidade da sua obra.
Em conversa com Ana Mourato, investigadora e contadora de histórias, mergulharemos no potencial que os contos encerram para o desenvolvimento infantil e para a abertura do adulto aos segredos da infância.


14 Outubro 2017!!!! Formacao “O livro na Primeira Infância. O que escolher? Como contar?”

Category : Formação

14 Outubro!!!!
Formacao “O livro na Primeira Infância. O que escolher? Como contar?”
Veja mais informacoes em:
www.anamourato.com
Inscrições com o Centro De Formação Apei!
vai ser no colégio Parkids em Oeiras!
Rua Serrado do Velhinho Lt 1
2770-162 Paço de Arcos

 


Devaneios Poéticos de um Bebé

 

Devaneios Poéticos de um Bebé

Performance Poética Interativa

SINOPSE

Narrativa poética onde as emoções e expressões da primeira infância são traduzidas em poesia. As palavras ganham forma, cor e corpo pelos movimentos, pela dança sincronizada entre a expressividade corporal e sonora em diálogo com bebés e adultos.

A interação com o público desperta a dinâmica relacional bebé-adulto e o caráter reflexivo e enriquecedor do momento que se pretende único em cada apresentação, emergindo uma re-descoberta da importância e do significado desta relação.

OBJETIVO

– Reforçar a importância da dinâmica relacional, incluindo os limites respeitadores do bebé, permitindo aceder à perspetiva da criança face à importância de a ouvir em diferentes perspetivas; de olhar face a face, de dar colo, um abraço, um beijo, a importância de sorrir para o bebé, fazer cócegas de amor, de brincar, cantar, dizer palavras que se transformam em ecos de ternura.

– Sensibilizar para importância da poesia e dos livros na relação bebé- adulto.

 DINÂMICA

A dinâmica decorre num ambiente neutro onde a música de fundo e o espaço físico acolhe serenamente o grupo. Em cada momento de diálogo pontual e breve com o público descobrem-se livros de pano alusivos à dinâmica relacional bebé-adulto, através dos quais emergem poesias narradas de forma expressiva. A expressão corporal, o contacto ocular e relacional são prioritários, fazem também parte os adereços estimulantes e curiosos e a musicalidade associada a cada poesia. São dez temas, dez poesias, dez momentos de expressividade poética onde as emoções de um bebé são de algum modo traduzidas.  No final as famílias são convidadas a mergulhar no espaço recriado ao longo da performance.

 PÚBLICO ALVO

Famílias com bebés até 36 meses.

DURAÇÃO

45 min

NÚMERO DE PARTICIPANTES

20/40 adultos e 20 bebés (máximo 2 adultos por bebé)

PRODUÇÃO:

Criação e interpretação: Ana Mourato – www.anamourato.com

Cenografia: Ana Mourato

Sonoplastia: Ana Mourato e Jorge Coelho

Vídeo Promocional: Ana Mourato e Jorge Coelho

CONTACTOS:

Ana Mourato

Email: ouvir.pensar@gmail.com

Site: www.anamourato.com