Category Archives: Encontros e Congressos

ÉDIPO EM ALEXANDRIA 7 Dezembro – Conversas na Biblioteca da Sociedade Portuguesa de Psicanálise

7 de dezembro, 5ª feira, 21 horas
Obra: The uses of Enchantment 
(Psicanálise dos Contos de Fadas)
Bruno Bettelheim (1976)

Convidados:
Ana Mourato- psicóloga, investigadora, contadora de histórias.
Maria Teresa Sá- psicanalista, professora na Escola Superior de Educação
Coordenação: João Mendes Ferreira, SPP.

O fascínio infantil pelos contos de fadas tem sido objecto de vários estudos, principalmente literários. O seu simbolismo e a relação que mantêm com o inconsciente tornou-se entretanto um campo fértil para explorações psicanalíticas.
Freud foi o primeiro a descobrir a sua natureza simbólica, assinalando que, tal como mitos e lendas, os contos mergulham nas partes mais primitivas do psiquismo individual e colectivo. Mas seria Bruno Bettelheim em “The Uses of Enchantment” (1976) quem viria a popularizar e a aprofundar esta complexa e fascinante abordagem do universo mágico.

“Todo o conto de fadas é um espelho mágico que reflecte certos aspectos do nosso mundo interior e os passos exigidos para que transitemos da imaturidade para a maturidade. Para aqueles que mergulham no que o conto de fadas tem para comunicar, ele apresenta-se como um lago pacífico que parece refletir antes do mais a nossa imagem ; mas, por detrás dessa imagem, logo descobrimos a turbulência interior do nosso espirito, a sua profundidade e as formas que encontramos para nos colocarmos em paz com ele e com o mundo exterior (…) “.

Escrito, segundo o autor, para “ajudar os adultos e muito em particular os que se ocupam de crianças, a compreender a importância dos contos de fadas”, Bettelheim analisa nesta obra o conteúdo profundo das histórias infantis, mostrando como respondem às ansiedades das crianças, informando-as ao mesmo tempo sobre os esforços a serem feitos para chegar à maturidade.

Trazer “Psicanálise dos contos de Fadas” para “Édipo em Alexandria” é prestar uma homenagem ao seu autor e pensar a atualidade da sua obra.
Em conversa com Ana Mourato, investigadora e contadora de histórias, mergulharemos no potencial que os contos encerram para o desenvolvimento infantil e para a abertura do adulto aos segredos da infância.


OFICINA no IV ENCONTRO DE LITERATURA PARA INFÂNCIA – SEGREDOS POR CONTAR – ESE de Lisboa

Dia 27 MAIO  – ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA (ESELX)
IV ENCONTRO DE LITERATURA PARA A INFÂNCIA – Segredos por contar
ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA
PROGRAMA
OFICINA – Acordar segredos de um livro álbum
acolhendo o leitor – Ana Mourato
SINOPSE:

A leitura dialógica entre o texto linguístico e icónico prende-se com as linhas explícitas e implícitas que tecem esta interdependência. As dinâmicas entre o mediador, texto, ilustração e leitor complementam-se mutuamente atuando na construção da significação de um universo de segredos e “não ditos”, dando espaço à curiosidade, encorajando à reflexão, à formulação de hipóteses interpretativas, à capacidade sensorial e emotiva dos leitores.
Iniciaremos a oficina com a leitura de um livro álbum. Segue-se uma desmultiplicação de segredos e de intertextualidades que abrem o leque interpretativo e remetem para outras obras. Finalizamos com a entrada num universo sensorial e de exploração de recursos imagéticos que permitem acordar na infância, de forma contentora, as linhas “não ditas” do livro lido.
Local: ESE LISBOA


ENCONTROS TEMÁTICOS COM EDUCADORES DE INFÂNCIA – 23 MAIO – APEI

 

Sinopse:

O livro de literatura para a infância é o elemento de mediação do encontro temático. Através deste recurso emerge a troca reflexiva sobre o tema em questão, falamos de dificuldades sentidas na componente pedagógica e relacional com as crianças bem como de possíveis metodologias de intervenção.

Dinâmica:

A dinâmica é dividida em três momentos distintos. Através do livro álbum utilizado, reflete-se sobre a temática em questão numa perspetiva pessoal e de grupo. Num segundo momento balançaremos a componente teórica com a reflexão realizada. Por fim, potencializa-se a troca interpessoal no sentido de encontrar possíveis intervenções e novas perspetivas.

Objetivos

– Vivenciar a riqueza da literatura para a infância no diálogo e na livre reflexão entre adultos

– Proporcionar a exploração de diferentes temáticas emergentes no contexto educativo/pedagógico de um educador de infância

– Permitir a reorganização de situações ou dificuldades partilhadas e dar espaço para que surjam novas perspetivas e hipóteses de resolução

– Potenciar a cumplicidade e empatia intra equipas ou grupos de reflexão.

 

Tempo: 3h (17h – 20h, na APEI Bairro da Liberdade, Lote 9 – Loja 14, Lisboa)

Inscrições: APEI


XII Encontro SER BEBÉ (Vila Real)

Dia 4 de Março estarei no SER BEBÉ XII – EDUCAÇÃO NA PRIMEIRA INFÂNCIA: Conceções, Modelos e Perspetivas.
Auditório da UTAD, Vila Real

Encontro organizado pela APEI
Leiam mais informação: aqui

apei-ser-bebéSFW