Os medos e os lobos na literatura para a infância

FORMAÇÃO

OS MEDOS E OS LOBOS NA LITERATURA PARA A INFÂNCIA

CONTEXTUALIZAÇÃO

Os medos são formas de se poder vivenciar as crises desenvolvimentais sem mergulhar nas angustias internas insuportáveis de serem pensadas as quais só se conseguem ultrapassar vivenciando este tipo de medos projetivos.

O medo é útil, ele constrói mais do que destrói. O medo é uma emoção inerente à nossa vida, no entanto, pode valer-se de máscaras como a timidez, o pessimismo, a arrogância, o tédio, a vaidade, a hipocrisia e a mentira. É possível que tenhamos medo de adoecer, de estar vulneráveis a um cataclismo natural, de caminhar à noite pelas ruas da cidade, enfim, é possível que, a partir de algumas referências pessoais, tenhamos medo de muitas situações e agentes diferenciados, contudo, sem o medo lançar-nos-íamos diretamente ao perigo.

Ele torna-nos mais atentos ao que ocorre em redor não nos permitindo transgredir a linha entre o possível e o impossível. A sensação de amedrontamento pode sinalizar uma ameaça e é por isso que surge a necessidade de tomarmos consciência dessa representação, das suas causas e suas saídas.

A literatura para a infância que fala dos medos (mesmo que simbolicamente) pode ser reconfortante na medida em que permite projeções, identificações num contexto seguro, exterior a si mesmo, longe da angústia pessoal que a carga do medo evidencia. Os livros são suportes contentores pois tal como mergulhamos no seu âmago podemos sair, fechar as suas páginas e arrumá-lo numa estante.

Pretende-se com esta ação uma exposição oral com co-reflexão e co-pensamento acerca dos contos e das temáticas que surgirem realizando transversalmente abordagens teórico-práticas com base na análise de contos. Pretende-se conduzir, utilizando os contos como mediadores, de forma simples e clara, a uma reflexão fundamentada cientificamente acerca dos medos ao longo do desenvolvimento infantil.

DESTINATÁRIOS

Público adulto – Psicólogos, bibliotecários, contadores de histórias, ilustradores, escritores, educadores, pais.

OBJETIVOS

– Com base em itinerários de leitura que permitem uma intertextualidade entre contos, procura-se dar lugar a uma co-reflexão e co-pensamento acerca do tema dos medos no universo do desenvolvimento infantil.

CONTEÚDOS

– Os medos e a sua importância;

– Medos e fases do desenvolvimento;

– Medos das crianças e medos dos adultos;

– Importância da literatura para a infância e do seu mediador na abordagem dos medos;

– Itinerários de leitura permitindo uma intertextualidade entre contos e de medos vivenciados ao longo da vida.

METODOLOGIA

– Dinâmicas de grupo com base na narração oral;

– Exposição teórica;

– Dinâmicas práticas para experimentar o medo.

DURAÇÃO  6h